A equipe técnica da Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM) encontra-se em Parintins, distante 366 quilômetros de Manaus, para acompanhar as ações de prevenção contra surtos de doenças e monitorar enfermidades de notificação compulsória, com destaque para sarampo, durante a 54ª edição do Festival Folclórico de Parintins, que será realizada nos dias 28, 29 e 30 de junho, no município parintinense.

Na tarde desta terça-feira (25/06), a equipe deu início à programação que antecede o festival, que contempla desde o alinhamento na vigilância saúde municipal, roda de conversa com os ambulantes que irão atuar no bumbódromo, abordagem de orientação e fiscalização nos comércios, orientação e fiscalização no descarte de resíduos, e reunião com os técnicos da Secretaria de Estado da Saúde.

Vigilância Epidemiológica - De acordo com a coordenadora de vigilância em saúde de Parintins, Elaine Sarkis, é o segundo ano que a FVS realiza o monitoramento para o atendimento de saúde durante o Festival Folclórico. “Para um evento deste porte, selecionamos todos os técnicos de enfermagem, de vigilância em saúde e até acadêmicos de saúde para atuar como digitadores nos pontos de atendimentos de saúde distribuídos pela cidade. A principal missão é digitar as notificações no sistema de informação que servirá para identificar, de forma oportuna, possíveis surto de doença transmissíveis”, disse Elaine.

Para o acadêmico do curso técnico de vigilância em saúde do Centro de Educação Tecnológica do Amazonas (Cetam), Fernando Ramos, um dos 25 selecionados que participou do treinamento, essa ação de saúde vai permitir colocar em prática o conhecimento adquirido no curso. “Será uma experiência inédita que irá contribuir para o crescimento profissional”, afirmou o estudante.

Em Parintins, a coordenadora da FVS, Raquel Tapajós, destacou a parceria com os técnicos do EPISUS-Fundamental, do Ministério da Saúde, que compõem a equipe. “Esse é o maior evento cultural de massa do Amazonas, com turistas de várias regiões do Brasil e também de outros países. Estamos bem preparados para atuar com a vigilância ativa e oportuna, com a finalidade de garantir e caprichar na promoção à saúde”, disse Raquel.

Vigilância Sanitária - O subgerente de produtos do Departamento de Vigilância Sanitária (Devisa), da FVS-AM, Jimmy Torquato, informou que todos os ambulantes de alimentos da ilha foram cadastrados pela vigilância sanitária local, a fim de garantir a rastreabilidade dos produtos. “As inspeções sanitárias foram realizadas com sucesso em hotéis, restaurantes e mercadinhos para promover a qualidade na prestação de serviço, apesar da intensificação do fluxo populacional”, explicou.

Jimmy informou ainda que a vigilância sanitária realizou roda de conversa com os ambulantes que irão vender produtos no Bumbódromo. “Nesta fase, é de fundamental importância o diálogo e tirar as dúvidas destes trabalhadores que aproveitam o festival para aumentar a renda. No entanto, é papel da vigilância sanitária orientar e fiscalizar esse serviço que deve ser pautado pelas boas práticas de higiene”, esclareceu.

No decorrer da semana os técnicos da vigilância sanitária devem intensificar as ações de orientação e recomendação aos serviços ofertados à população.

Medidas Preventivas – A FVS-AM orienta os turistas que vão ao Festival Folclórico de Parintins a tomarem cuidados e evitarem doenças:

- Lavagem das mãos com frequência ou o uso de álcool gel sempre que possível;

- Evitar se alimentar em locais não credenciados pela Vigilância em Saúde;

- Aumentar a ingestão de água de qualidade. Ao comprar água, buscar adquirir água em embalagens lacradas ou tomar conhecimento se foi tratada;

- Não se automedicar e procurar as unidades de saúde diante de sintomas de doenças. O monitoramento de doenças em hospitais baseiam as ações de vigilância futuras para doenças específicas;

- Em caso de dúvidas, buscar informações com as equipes de Vigilância em Saúde da FVS-AM e da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa- Parintins).